! Onlinemente Falando: Querer, nem sempre é ter.

11 janeiro 2013

Querer, nem sempre é ter.

Compartilhe

Acho que esse é o erro. Eu quero pouca e muita coisa, ao mesmo tempo. Eu quero ser feliz e quero que as pessoas que mais amo também sejam felizes. Quero que meus sonhos se tornem realidade. Quero conhecer meus ídolos; as pessoas em quem me inspiro. Quero sentir mais saudades. Quero voltar no passado e viver certos momentos com mais intensidade. Quero adiantar o tempo e ver logo tudo o que ainda vou viver. Quero escrever mais. Quero ouvir mais. Eu quero aprender com a vida. Eu quero receber e enviar mais mensagens. Quero ter mais conversas. Tem dias que eu quero ficar sozinho, mas não consigo. Dias que quero ter alguém pra jogar conversa fora. Quero viajar e conhecer mais lugares; os meus lugares. Às vezes eu quero sumir no mundo, pra nunca mais voltar. Quero crescer, poder ir pra onde quiser. Quero voltar a ser criança e brincar de esconde-esconde. Tem também aqueles dias em que a única coisa que eu quero é que o dia acabe, o mais rápido possível. Eu quero uma vida diferente. Quero sair por aí, sem saber pra onde vou. Eu quero ter mais dias felizes. Quero acordar feliz e dormir chorando. Quero acordar chorando e dormir feliz. Quero nascer de novo. Quero morrer pela primeira vez. Quero sonhar mais; confiar mais. Quero aquela coisa à moda antiga. Quero ir pro cinema e esbarrar minha mão. Quero que aconteça algo natural e verdadeiro. Quero ficar dando voltas na praça. Quero trocar olhares. As vezes, quando eu digo que "estou bem", eu quero alguém que me olhe nos olhos, me abrace apertado e diga, "eu sei que você não está". Sabe o que eu realmente quero? Eu quero alguém que olhe nos meus olhos e diga: "Daqui pra frente, eu quero passar o resto dos meus dias do seu lado." Quero alguém pra acordar todos os dias do meu lado e poder dizer: "Sabia que eu te amo?" Eu quero alguém que goste de mim pelo que sou, do jeito que sou, como eu sou. Eu quero alguém que me ame, da mesma forma e com a mesma intensidade que eu também amo. É exatamente isso que eu quero. Vem cá: é querer de mais?